Julho

Quando você é pequeno, Julho significa férias e férias são o paraíso. Adulto, você dá graças a Deus pelo simples fato do trânsito ter diminuído. Talvez seja verdade: quanto mais velho ficamos, menores são as nossas expectativas.

Para mim, o fim das férias de Julho sempre tiveram um duplo sabor de derrota, pois significa também a chegada do inferno astral do meu aniversário, logo na primeira semana de Agosto. Detesto envelhecer, embora acredite que um leitor mais atento já tenha percebido este fato em outros textos.

O Corinthians continua líder e eu sigo com meu sonho de assistir o Palmeiras no fim do ano em Dubai. Esportivamente falando, é o que resta.

Minhas redes sociais se tornaram uma propaganda do Decolar.com, e ou meus amigos estão muito mais ricos do que eu, ou Mykonos se tornou a nova Praia Grande, tamanha a quantidade de conhecidos postando fotos lá este mês. E ninguém resiste aquele “post ostentação” vestindo camisa branca com um cleriquot na mão em frente ao mar. É lógico que deve ser bem legal, mas por que todo mundo que vai a Grécia parece se sentir na obrigação de se vestir em “temas gregos”, com camisa branca e aquela jeans bem azul? Jesus, estou me tornando um hater da internet. Daqui a pouco estarei lançando comentários ofensivos nas notícias do Uol. Porém, já que comecei: foto do passaporte no portão de embarque, vídeos de músicos tocando nas ruas europeias que você nem notaria se estivessem na Paulista e fotografias tentando empurrar a Torre de Pisa já encheram a porra do saco. Todos nós gostamos de causar invejinha nos outros pelas redes sociais, mas sejamos mais criativos, por favor. Eu quero sentir inveja de vocês, porém de forma mais original. Supreendam-me.

E tudo isso sem contar Paris. Se Mykonos é a Praia Grande, Paris virou Guarulhos. Acompanhei em tempo real as férias de um gigantesco número de pessoas, inclusive minha própria família, batendo perna na capital francesa. Todo mundo está indo para lá, até o Neymar. Se bem que, por 30 milhões de Euros ao ano eu jogaria até no inferno ou, pior, no Corinthians.

Mas talvez eu só esteja sendo rabugento porque o mais longe que eu fui neste mês foi Barueri. Graças a Deus temos a Libertadores, e no fim do ano, quem sabe, eu também posso estar postando foto ostentação do Mundial de Clubes. Avanti Palestra, Dubai é logo ali.

Posts recentes

Ver tudo

Carência é comorbidade?

A pandemia foi cruel com o mundo, sádica com os brasileiros e insensível com os solteiros; com os solteiros que de fato seguiram as recomendações de isolamento, então, foi um tapa na cara. Curioso que

1992, 2021 - Hora do Palmeiras devolver o favor

Em 1992, o Palmeiras, que começava a ser Parmalat, chegou a final do Paulista contra o São Paulo de Telê, já multicampeão. Como é tradicional no nosso futebol, a partida começou muito antes da bola ro